O estresse, excesso de problemas, alergias e até mesmo o fumo estão entre as causas das aftas, aquelas inflamações dolorosas que aparecem dentro da boca. Grandes ou pequenas incomodam muito. Para mais informações consulte seu cirurgião-dentista.

Deixar de escovar os dentes antes de dormir não é uma boa ideia. As bactérias presentes em nossa boca se alimentam daquilo que a gente come, e também armazenam parte dessa comida. Durante a noite, nosso corpo está em repouso, e nosso metabolismo mais lento, reduzindo a produção de saliva. Com isso, fica mais fácil o trabalho das bactérias em metabolizar os açúcares em nossa boca, favorecendo o desenvolvimento de cáries e gengivites.

A dengue também pode comprometer a saúde bucal.  Nas suas formas mais severas, a dengue traz sintomas como:  Sangramento gengival; Boca seca; Petéquias que são pequenas lesões no véu palatino e até mesmo gosto metálico na boca.  Esse é mais motivo para ficarmos atentos contra o mosquito transmissor. Inspecione se não há água parada em sua casa.

Mau hálito é um problema muito incômodo, que atrapalha a vida de qualquer um, tanto pessoal quanto profissionalmente. E esse problema é intensificado pelo hábito de fumar. Além disso, a nicotina presente no tabaco pode manchar os dentes, deixando-os com coloração amarelada.

Fumar também pode aumentar as chances de desenvolver a doença periodontal – uma infecção da gengiva que pode levar até à perda de dente. Em fumantes, o risco de ter a doença é bem maior, já que o tabagismo afeta o sistema imunológico, dificultando a possibilidade do próprio corpo combater a infecção.

Frequentemente associado a doenças pulmonares, como o câncer, e problemas cardiovasculares, o uso do tabaco aumenta as chances de uma pessoa desenvolver câncer bucal – estudo da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, indicou que 8 em cada 10 pacientes diagnosticados com a doença eram fumantes.

Fumar não combina com saúde bucal. O hábito traz prejuízos para seus dentes e gengivas, tanto em termos de saúde quanto esteticamente, além de aumentar as chances de doenças orais. Que tal deixar esse hábito pra lá e sorrir com mais saúde?

Sua boca é o único órgão do seu corpo que é interno e externo ao mesmo tempo. Por isso, exige muito cuidado com a higiene para não ocorrer contaminações com alimentos que não estão esterilizados. O mesmo problema pode ser causado quando a pessoa rói as unhas, tem o hábito de morder caneta, de colocar a agulha ou linha na boca. Nesses momentos sua boca pode ser “bombardeada” por bactérias.

Você sabia que há uma relação entre as doenças cardíacas e a saúde bucal? Há problemas odontológicos que, se não forem tratados, podem desencadear doenças no coração. Visite o cirurgião-dentista regularmente e mantenha uma boa higiene oral para manter a sua saúde bucal em dia.

O uso de chupeta é um hábito que deve ser combatido, porque pode causar problemas como dentes superiores projetados para a frente e interposição da língua no meio dos dentes.

Mesmo os bebês que se alimentam apenas com leite materno e ainda não possuem dentinhos, necessitam de cuidados com a higiene bucal. É muito comum o leite se acumular nos cantos da boca e fermentar, propiciando o desenvolvimento de fungos e bactérias. Por isso é tão importante higienizar a boca e a gengiva com uma fralda ou gaze umedecida com água filtrada ou fervida em toda a gengiva do bebê, logo após a amamentação.

Sugar o leite materno é importante para o desenvolvimento da futura dentição do bebê. O movimento de sucção permite que os dentes se encaixem de forma adequada e estimula o desenvolvimento da musculatura da boca e da face, que irá refletir em outros movimentos como a fala e a respiração.

O leite materno é o alimento mais completo do ponto de vista nutricional, pois possui todas as vitaminas, proteínas, água e substâncias necessárias para o desenvolvimento da criança que está iniciando sua vida.  Os pediatras são unânimes: crianças que são amamentadas nos primeiros seis meses de vida se tornam resistentes a infecções, doenças e até mesmo complicações mais simples, como a cólica.

O ato de sugar o leite é importantíssimo para o desenvolvimento da dentição do bebê, fazendo com que os dentes se encaixem de forma adequada.

Bebê e Mamãe se beneficiam do aleitamento. Além de queimar muitas calorias, amamentar pode reduzir o estresse e proteger de doenças como a osteoporose. O ato de amamentar evita o trabalho desnecessário de preparo do leite e desinfecção de mamadeiras.

A Uniodonto trouxe para você informação de qualidade sobre formas de prevenção do câncer de cabeça e pescoço. As campanhas têm a função de sensibilizar as pessoas para um comportamento seguro durante o ano todo!

Um cardápio balanceado à base de vegetais ricos em betacaroteno e o consumo de proteínas e minerais é um fator preventivo contra o câncer de cabeça e pescoço.

– Ferida na boca sem cicatrização (sintoma mais comum)

– Dor na boca que não passa (também muito comum, mas em fases mais tardias)

– Nódulo persistente ou espessamento na bochecha

– Área avermelhada ou esbranquiçada nas gengivas, língua, amídala ou revestimento da boca

– Irritação, dor na garganta ou sensação de que alguma coisa está presa ou entalada na garganta

– Dificuldade ou dor para mastigar ou engolir

– Dificuldade ou dor para mover a mandíbula ou a língua

– Inchaço da mandíbula que faz com que a dentadura ou prótese perca o encaixe ou incomode

– Dentes que ficam frouxos ou moles na gengiva ou dor em torno dos dentes ou mandíbula

– Mudanças persistentes na voz ou respiração ruidosa

– Caroços no pescoço

– Perda de peso

– Mau hálito persistente

(fontes: Hospital de Amor e Instituto Nacional do Câncer – Inca)

Pessoas que passam por tratamentos contra o câncer, como a quimioterapia e a radioterapia devem estar mais atentas às condições de saúde bucal. Isso, porque a radioterapia ou quimioterapia podem afetar a saúde dental, provocando sintomas como boca seca; sensação de queimação na boca ou garganta; feridas na boca e infecções da boca; dificuldade em mastigar, deglutir, degustar ou falar; e cárie dentária.

A exposição excessiva ao sol é responsável pelo aparecimento do câncer de pele na região da cabeça e pescoço. Ao tomar sol, use protetor e evite os horários críticos.

O consumo de bebidas ou comidas muito quentes agride as células da mucosa, o que pode ser um fator de risco para o câncer de cabeça e pescoço. O consumo diário e prolongado de bebidas tradicionalmente servidas em temperaturas altas como chás, cafés e o chimarrão, por exemplo, aumentam o risco de câncer de boca e esôfago.

Próteses, ou dentaduras, são aparelhos utilizados em substituição aos dentes. As próteses podem ser fixas ou retiradas e recolocadas na boca. Caso sua prótese quebrar, lascar, rachar ou ficar solta, consulte o dentista.

São chamados de câncer de cabeça e pescoço os tumores que atingem boca, língua, palato mole e duro, gengivas, bochechas, amídalas, faringe, laringe, esôfago cervical, tireoide e seios paranasais.

Rouquidão, falhas ou mudanças na voz são sinais de alerta para o câncer de cabeça e pescoço.

Converse com amigos e familiares, câncer de cabeça e pescoço tem cura. O diagnóstico precoce é importante.

O diagnóstico precoce e o tratamento de tumores iniciais são fundamentais para a cura: quando detectado em estágio inicial, a chance de sobrevida é de 80%.

O Vírus Epstein-Barr (VEB) é um vírus da família da herpes, e é transmitido pela saliva.

A infecção pelo HPV é um importante fator de desenvolvimento do câncer de faringe. Uma das formas de contágio por essa infecção é por meio da prática do sexo oral e em pessoas com múltiplos parceiros sexuais.

O frio também dá mais fome, e é comum abusarmos de alimentos doces nessa época do ano, tendo como consequência aumento do risco de desenvolvermos cáries por conta da maior ingestão de açúcares. Fique atento ao consumo e mantenha a escovação regular para diminuir os riscos.

Você sabia que baixas temperaturas também podem afetar a sua saúde bucal? No inverno, a queda brusca na temperatura pode causar dor e sensibilidade nos dentes. Por isso, é importante proteger o rosto do frio.

A aparência da língua também pode indicar outros problemas, como falta de vitaminas ou câncer bucal. No entanto, para ter certeza, é fundamental consultar seu cirurgião-dentista, que poderá dar o diagnóstico preciso e indicar o tratamento correto.

A escova de dentes pode ser utilizada para limpar a língua, mas existem objetos mais adequados para isso, como raspadores, que tem tamanho e formato ideal para fazer a higienização. Ah, e o movimento ideal para fazer a limpeza é do fundo para a frente.

O aparecimento do biofilme lingual – uma crosta branca em cima da língua, é um sinal de que você não está cuidando direito de sua saúde. A língua deve ter aparência rósea e apresentar textura macia. Relevos espalhados por ela (pelo dorso ou pelos lados) também são um bom sinal.

Cuidar da higiene da língua pode reduzir os riscos de você desenvolver mau hálito, que pode ser causado pelas bactérias acumuladas no órgão.

A língua ajuda no processo de mastigação, e, por isso, pode acumular restos de comida, se tornando, consequentemente, um depósito de bactérias.

A higiene bucal só fica completa se incluímos a língua em nossa limpeza do dia a dia. O órgão é fundamental para que nossa saúde bucal esteja 100%.

O nome assusta. A Avulsão Dentária corresponde ao deslocamento de um dente devido a um trauma sofrido, quando ele é deslocado de sua posição normal na boca. Para avaliar o que deve ser feito nesses casos, consulte seu dentista.

O consumo de bebidas alcoólicas também afeta a saúde bucal. Dentre os prejuízos estão o enfraquecimento do esmalte dos dentes (devido à acidez em excesso nas bebidas); o mau-hálito (causado pela desidratação e redução do fluxo de saliva); manchas (devido à pigmentação de algumas bebidas); além do aumento do risco de cáries e câncer bucal (principalmente se associado ao tabaco). #Cooperativa#Uniodonto #UniodontoDoABC

Hoje é o início do Outono em todo o Hemisfério Sul, a estação das frutas. E muitas delas contribuem para uma boa saúde bucal. A maçã, por exemplo, contém fibras que ajudam na limpeza dos dentes. Já alimentos com alto teor de vitamina C – como goiaba, laranja e acerola, auxiliam na formação de colágeno, componente fundamental da gengiva, contribuindo para a redução de sangramentos.

 

Evite comer exclusivamente alimentos com consistência pastosa. Mastigar é especialmente importante para crianças e adolescentes, porque favorece o desenvolvimento ósseo e de todas as funções da boca.

 

A verdadeira pasta de dentes foi criada pelo cirurgião-dentista americano Dr. Washington Sheffield em 1850. Ele criou um pó para limpar os dentes que se tornou muito popular entre seus pacientes. Mas faltava a embalagem. Só 42 anos depois da invenção, precisamente em 1892, com a criação de um tubo flexível, a pasta de dente tornou-se verdadeiramente um produto.

 

Em sua opinião, quem tem o sorriso mais bonito que você já viu? Saúde bucal conta muito na beleza do sorriso.

 

Os Piercings podem causar problemas à saúde bucal. Além do risco de serem engolidos, chegam a provocar dificuldades na dicção e até mesmo retração da gengiva. Antes de colocar um piercing, consulte seu dentista.

 

 

Adultos e crianças não têm o mesmo número de dentes. As crianças têm 20 dentes e os adultos com dentição completa 32 – isso se os dentes do siso não tiverem sido extraídos.

 

Esse é o nome do hábito de roer unhas. Associado às emoções, o vício de roer unhas pode comprometer sua saúde bucal. Roer unhas pode afetar ossos, músculos, nervos, vasos sanguíneos, língua e dentes e provocar disfunções na articulação temporomandibular (ATM), além, é claro, do impacto sobre a higiene de sua boca. Morder pontas de lápis e canetas também pode ter a mesma consequência.

Ortodontia é uma especialidade odontológica que corrige a posição dos dentes.

*MELHORA A RESPIRAÇÃO: Se você tiver uma dentição muito irregular, ela pode bloquear a entrada correta do ar e atrapalhar sua respiração.
*CÁRIES: Alguns dentes podem estar posicionados de um jeito que é difícil fazer a limpeza diária. Isso significa que você pode acumular mais resíduos nos dentes aumentando suas chances de ter cáries e outras infecções mais perigosas.
*SORRISO ALINHADO: Tratamento ortodôntico também corrigirá o alinhamento dos seus dentes, deixando seu sorriso mais bonito e simétrico.#ortodontia #dentesperfeitos #sorriso #uniodontodoabc

Os dentes de leite (decíduos) são muito importantes; quando saudáveis estimulam o desenvolvimento da boca e realizam as funções da fala e mastigação. A erupção dos primeiros dentes decíduos varia, mas acontece, em média, entre 6 e 8 meses de vida. O início da troca (perda dos decíduos) ocorre, mais ou menos, aos 6 anos. Quando ocorre a perda prematura dos decíduos (por cárie, traumatismo, etc.) deve-se manter o espaço perdido para que o dente permanente erupcione corretamente. Isso é feito através de aparelho ortodôntico ou outro dispositivo odontológico. Garante-se, assim, a erupção correta do sucessor, fala, respiração, mastigação e estética. #dentedeleite #decíduos #criança#prevenção #uniodontodoabc

Isso pode ser um sinal de alerta para a gengivite, o estágio inicial da doença periodontal. Se não tratada, a gengivite pode progredir para estágios mais avançados, como uma periodontite, que pode causar um dano permanente aos tecido de suporte do dente. Quanto mais cedo a doença for diagnosticada, maior a probabilidade de um tratamento bem sucedido. As consultas regulares ao dentista podem contribuir para uma boa saúde periodontal. #prevenção #gengiva #saúde #uniodontodoabc

Faltam poucos dias para o carnaval, mas já tem muita gente festejando atrás dos trios elétricos e aproveitando para beijar muito na boca. Por isso, é preciso ficar atento às doenças que podem ser adquiridas pelo beijo, entre elas a sífilis.
Mais conhecida como uma doença sexualmente transmissível, a sífilis também pode ser passada através da saliva, se estiver no segundo estágio da doença, quando surgem pequenas feridas na boca. O problema é que por ser uma ferida pequena, que pode estar na parte interior dos lábios, qualquer um pode pegar sífilis sem nem se dar conta do risco.
É importante ressaltar que só passa pelo beijo se a ferida estiver na boca. Caso esteja no pênis ou na vagina não irá passar pelo beijo, mas pode passar pela relação sexual, caso não use o preservativo, por isso fica a dica de sempre usar camisinha, inclusive durante o sexo oral e ficar atento se o parceiro tem alguma ferida suspeita na boca.
#prevenção #carnaval #uniodontodoabc

Fonte: Ministério da Saúde

HIV (vírus de imunodeficiência humana) é o vírus que causa a AIDS. Este vírus é transmitido de uma pessoa para outra através do contato com o sangue (transfusões de sangue, agulhas infectadas com HIV) e relação sexual. Além disso, uma mulher grávida que esteja infectada pode transmitir o HIV para o seu bebê durante a gestação ou parto, como também através da amamentação. Problemas dentários, como gengivas machucadas e sangrando, feridas de herpes na boca e infecções por fungos (sapinho), podem ser os primeiros sinais clínicos de AIDS. Procure sempre um médico para diagnóstico correto e mantenha em dia as consultas com seu dentista!
E, o mais importante, PREVINA-SE: Use preservativo !!

Também chamado de cálculo dental, é a placa bacteriana que endurece na superfície dentária, geralmente entre o dente e a gengiva, marrom ou amarelada. Pode causar problemas gengivais e cáries. Apesar de visível, só o dentista pode diagnosticar corretamente e removê-lo. Já marcou sua consulta?

ALEITAMENTO materno é fundamental. Importante fator de saúde bucal para a maturação e o desenvolvimento da musculatura, tanto de contenção interna quanto externa. Além disso, promove o crescimento e desenvolvimento do sistema estomatognático (SE), preservando suas funções vitais, como sucção, mastigação, deglutição, fonação e, muito importante, respiração, pois provoca um crescimento facial harmônico, decorrente dos movimentos realizados pelo bebê na mama, momento em que os maxilares são estimulados a crescer de forma bem direcionada. Também estimula a tonicidade muscular e o desenvolvimento da articulação temporomandibular (ATM), promovendo, assim, espaço suficiente para a erupção dos dentes, melhorando seu posicionamento, o formato das arcadas e evitando problemas ortodônticos. Amamentação é proteção e ato de amor!

Quais são as causas dos dentes sensíveis? Hipersensibilidade dentinária, ou sensibilidade nos dentes, é um problema dentário comum. A maioria das pessoas que apresenta essa condição tem entre 20 e 50 anos de idade. A sensibilidade surge quando a parte mais macia e interna do dente, chamada dentina, fica exposta, por causa da retração gengival. Quando a dentina está exposta, estímulos externos (como uma bebida fria) ativam os nervos no núcleo do dente, causando uma dor aguda breve, característica da sensibilidade nos dentes. Basta fazer algumas mudanças simples em sua higiene bucal diária e em seus hábitos de alimentação para evitar a exposição adicional da dentina, cuidar dos dentes sensíveis e aliviar os sintomas dolorosos. Sempre peça orientação ao seu dentista.

 

Como se não bastasse ser chato e barulhento, o ronco também é perigoso, pois traz consigo outro distúrbio do sono bem mais sério: a apneia, caracterizada pela obstrução da garganta durante o sono. Para solucionar esse incômodo existe o aparelho intrabucal que é usado na hora de dormir. “O aparelho mantém a mandíbula firmemente avançada, esticando os tecidos da garganta e deixando o caminho livre para a entrada de ar”. Desta forma você respira de maneira adequada, acabando não só com o barulho, mas também com vários malefícios causados pela respiração bucal.

 

EROSÃO DO ESMALTE DENTAL

A erosão dentária vem se tornando cada vez mais frequente, principalmente devido aos hábitos alimentares da vida moderna. É muito importante que o diagnóstico desse problema seja feito em sua fase inicial pelo cirurgião-dentista. AS CAUSAS: -Consumo frequente de bebidas e alimentos ácidos, como suco de laranja, limão, refrigerantes e vinho. -Refluxo. -Abrasão excessiva durante a escovação. AS CONSEQUÊNCIAS: -Sensibilidade dentinária. -Dente amarelado. -Transparência das bordas.

HERPES LABIAL

Infecção pelo vírus herpes simples. Muito comum. Transmitido por contato direto (beijo, sexo vaginal, oral, anal – sem proteção). São pequenas lesões cheias de líquido que aparecem nos lábios ou próximos deles. São recorrentes. Doloridas. Tratamento com pomadas locais; via oral pode ser necessário. A laserterapia realizada por alguns cirurgiões dentistas reduz o período de manifestação, diminui dores e aumenta intervalo de aparecimento.

AFTAS

É uma pequena lesão superficial no interior da boca ou base das gengivas. Podem ser únicas ou múltiplas. Muito comum. Dolorosas. Não é contagiosa. A maioria desaparece por conta própria dentro de uma a duas semanas. Se quiser tratar, use enxaguante bucal, pomadas e medicamentos. Converse com seu dentista!

 

Controle-se!

1. Reduza o consumo de sal nos alimentos, assim como preparações gordurosas;
2. Pratique regularmente exercícios físicos, pelo menos 20 minutos de caminhada diária;
3. Evite o consumo excessivo de álcool e, preferencialmente, não fume;
4. Faça visitas regulares ao cardiologista, principalmente se há histórico de hipertensão na família;
5. Minimize as situações de estresse, pois hábitos relaxantes melhoram a qualidade de vida.

 

ODONTOGERIATRIA

É a especialidade que se concentra no estudo dos fenômenos decorrentes do envelhecimento, que também tem repercussão na boca e em suas estruturas associadas. Ela inclui a promoção da saúde, o diagnóstico, a prevenção e o tratamento de enfermidades bucais e do sistema estomatognático. Esta especialidade também abrange, tanto de forma preventiva quanto curativa, as doenças advindas do processo do envelhecimento. A Odontogeriatria atua de forma ampla no tratamento do paciente idoso, atendendo-o desde o diagnóstico e o planejamento terapêutico, até o tratamento para controle de infecção de origem estomatológica e nos cuidados paliativos.

 

Por que fazer tratamento Ortodôntico?

O tratamento ortodôntico vai além da estética dentária por mau posicionamento dos dentes. O paciente pode ter dores de cabeça, pescoço, dificuldade de mastigação, dificuldade de pronunciar algumas palavras, dificuldade para limpar os dentes por estarem em posições incorretas. Consulte seu dentista! Existem técnicas para correção em crianças e adultos.

 

Escovas de dentes Elétricas – Sim ou não??

São práticas, higiênicas e fáceis de usar. Podem ser muito úteis para crianças, idosos e pessoas com dificuldade motora. As cerdas devem ser macias. Deve-se trocar o refil da escova elétrica a cada três meses.
Elétrica ou manual, o importante é usar a escova dental após todas as refeições!!

Mau Hálito

O odor desagradável no ar, eliminado pela boca ou narinas, denomina-se halitose. Não é uma doença, mas um sintoma de saburra lingual (camada esbranquiçada na língua, formada por restos de alimentos e bactérias), alteração na quantidade e qualidade da saliva, periodontite (problema gengival), doenças pulmonares e metabólicas, insuficiência renal, distúrbios intestinais ou hepáticos. Visite seu dentista e converse sobre o assunto. Ele é apto a fazer diagnóstico e orientação corretos.

Cáries e Respiração Bucal

As dores causadas pelas cáries desconcentram o estudante e atrapalham a mastigação, prejudicando a absorção de nutrientes. Respiração pela boca pode provocar secura dos lábios, dentes e gengiva e também sensibilidade, além de facilitar a entrada de bactérias no organismo através de micro fissuras. O check-up odontológico a cada 6 meses é muito importante!

Cáries e respiração bucal podem interferir diretamente na

 

Grávidas tem mais cáries

 

CARIES BACTERIAS

 

Saúde Bucal nas UTIs